Sejam bem-vindos ao Pop Creature. Tudo sobre cinema, música e games você encontra aqui!
Acompanhe-nos em nossas redes sociais

7 motivos para assistir “O Mecanismo”, nova série nacional da Netflix

Corrupção, escândalos e política são tema principal da nova série nacional da Netflix, “O Mecanismo“, que é baseada em fatos reais e fala sobre a Operação Lava Jato – as investigações da Polícia Federal do Brasil que revelaram ao público inúmeros casos envolvendo políticos e grandes personalidades do país.

Nós assistimos aos três primeiros episódios e já tivemos um gostinho do que “O Mecanismo” tem a oferecer ao espectador, por isso separamos 7 motivos pra você não perder de jeito nenhum. Confira!

1 – Selton Mello e Caroline Abras

Que Selton Mello é um ator incrível todo mundo já sabe, e ele é MESMO! Em “O Mecanismo” ele toma a frente na pele do delegado Marco Ruffo da Polícia Federal, que na série é chamada de “Polícia Federativa”, tanto nos uniformes quanto no cenário.

Selton Mello comanda os primeiros momentos da série e, além de atuar de forma impecável, narra boa parte da trama com sua voz densa, instigando o espectador.

Logo somos apresentados à delegada Verena Cardoni (Caroline Abras), que trabalha com Marco, personagem de Selton Mello. Verena é como a parte racional da coisa, tomando decisões e sempre dando apoio ao seu parceiro de trabalho.

Caroline Abras entrega uma ótima atuação e, assim como Selton, tem uma boa parte como narradora, o que nos leva a acreditar que ela deva seguir como uma das protagonistas da série. E é o próximo ponto que nos deixa ainda mais feliz…

2 – Protagonismo feminino

O Mecanismo” está sendo completamente vendido como “A série do Selton Mello”, mas o que muita gente não sabe é que as coisas mudam no percurso.

Sim, Selton Mello é o grande protagonista, mas no decorrer da série Caroline Abras toma as rédeas e se mostra muito mais presente que o próprio ator, até mesmo na narração, e isso é sensacional. Uma série que retrata uma mulher, delegada, tomando conta de todas as decisões e jogadas da Polícia Federal para desvendar um dos maiores escândalos do Brasil. É pra glorificar de pé, não é mesmo?!

“Verena é uma liderança feminina e nesse momento, numa série com essa temática, é importante”, afirmou Caroline Abras na coletiva de imprensa de “O Mecanismo” que aconteceu no dia 15 de março, no Copacabana Palace.

O que não sabemos é se Verena, a personagem de Caroline, continua como protagonista a partir do episódio três (a Netflix só liberou pra gente até aqui), mas o protagonismo da mesma nesses primeiros episódios já é algo incrível e nós adoramos!

3 – Grande investimento da Netflix

A série é rodada no Brasil, claro, não teria como ser em outro lugar, mas o investimento que a Netflix fez em “O Mecanismo” é perceptível logo nos primeiros episódios.

A fotografia está maravilhosa, se comparada a outros filmes nacionais de sucesso e até mesmo filmes e séries internacionais. Tudo está impecável. Além disso, as locações utilizadas para a filmagem da série dão a volta por todo o Brasil, passando pelo Rio de Janeiro, Brasília, e outros estados.

4 – Criação e direção de José Padilha

O grande diretor de “Tropa de Elite” e “Ônibus 174” retorna, desta vez, em uma série que será distribuída via streaming para mais de 190 países ao redor do mundo.

José Padilha, que construiu uma carreira em cima de longas que retratam a política e a vida no Brasil, agora toma a direção de “O Mecanismo” e eleva tudo o que já fez em seus trabalhos anteriores.

5 – Um tema polêmico

Estamos vivendo um momento difícil no país por conta do tema de “O Mecanismo” e a série vem aí para abrir os olhos, ou pelo menos explicar de forma didática e apartidária o que realmente aconteceu na Operação Lava Jato.

Elena Soarez, uma das criadoras da série, disse que “A dificuldade foi balancear a política e o entretenimento”, mas apesar da dramatização, “O Mecanismo” ainda é uma série baseada em fatos reais que vai dar o que falar!

6 – Gostinho de “Quero mais”!

Desde seus primeiros minutos, até os últimos de cada episódio, “O Mecanismo” conquista e instiga o espectador, deixando o clássico gostinho de “Quero mais”.

A série é crescente, e a cada passo dos personagens você fica querendo saber mais e mais sobre tudo e até onde a trama nos levará!

7 – Dedo de Daniel Rezende

O aclamado diretor de “Bingo: O Rei das Manhãs” e “Cidade de Deus” está de volta aqui, em “O Mecanismo“, e ele toma conta dos últimos episódios da série.

Ainda não assistimos à estes, mas levando em consideração a qualidade de seus trabalhos, estamos ansiosíssimos, porque o cara é um gênio por trás das câmeras.

O Mecanismo” chega ao catálogo da Netflix no dia 23 de março. Não perca!

 netflix.com/omecanismo

Escrito por Marcelo Rogério

Geek, carioca, idealizador do Pop Creature, amante de raposas e Lana Del Rey e colecionador assíduo - vulgo viciado - de blu-rays e Funko!